Fechar
Home Notícia Oito entidades de Araraquara e Região receberam doações do Fundafresp

Oito entidades de Araraquara e Região receberam doações do Fundafresp

18 de março de 2016 Notícia

Oito entidades de Araraquara e Região receberam doações do Fundafresp

[datar]

Na região de Araraquara, a Cáritas Paroquial de São Nicolau de Flue, de São Carlos, teve seu projeto escolhido pelos filiados do Fundafresp no processo de votação do Edital 002|15. Outras sete instituições, de Araraquara, Rincão e Américo Brasiliense foram agraciadas com as doações, na cerimônia realizada no auditório da Delegacia Regional Tributária de Araraquara no dia 18 de março. Veja mais fotos do evento na página da Afresp do Facebook aqui.

Compareceram à solenidade o assessor parlamentar Alberto Bose, que representou o deputado estadual Roberto Massafera; o vereador de São Carlos, Ronaldo Lopes; o presidente da Afresp, Rodrigo Keidel Spada; o 1º vice-presidente e diretor de Inscrição e Amafresp, Alexandre Lania Gonçalves; o diretor de Engenharia, Cezar José D’Avoglio; o coordenador do Fundafresp, José Roberto Rosa; o diretor Regional de Araraquara; Edimir Afonso Trosdorf; o Auxiliar do Fundafresp, Antonio Luiz Albino; o Conselheiro Thiago Martins, o Delegado Regional Tributário, João Zana; e o Conselheiro do Sinafresp, José Francisco Pinto.

entrega_araraquara_interna
A Cáritas Paroquial de São Nicolau de Flue, de São Carlos, foi beneficiada com o prêmio de R$ 40 mil por ter seu projeto escolhido pelos filiados

O presidente Rodrigo iniciou a cerimônia, valorizando a doação dos colegas filiados para o Fundafresp. “Há 20 anos, os AFRs encontraram uma maneira de atuar diretamente na sociedade, sendo um agente transformador da realidade em que estamos inseridos. Somos uma pequena ponta desta corrente do bem”, disse.

O coordenador José Rosa enfatizou a importância de os colegas se filiarem, para que o Fundafresp possa ajudar cada vez mais entidades. “Quem diria que, há 20 anos, com uma contribuição de valor individual baixo, poderíamos fazer um dia como hoje. E gostaríamos que, um dia, outras entidades de classe também possam fazer algo como nós”.

Em seguida, as instituições beneficiadas se apresentaram para os presentes, para contar como é o seu trabalho. De Araraquara foram a Apae de Araraquara, que atende 330 pessoas com deficiência, desde crianças até idosos, há 53 anos. A Sociedade Beneficente Obreiros do Bem tem uma creche com 57 crianças, que depende de contribuições mensais, elaboração de eventos como jantares e bazares, além de confeccionar pães, bolos e massas em geral.

Ainda em Araraquara, a Sociedade de Educação e Promoção Social Imaculada Conceição trabalha com meninas de 6 a 17 anos em situação de vulnerabilidade social em horário alternativo ao da escola, oferecendo oficinas de informática, culinária e artes. O Lar São Francisco de Assis é um asilo com 144 idosos, sendo que alguns deles precisam de atendimento mais intensivo e especializado. A Vila Vicentina Obra Unida à Sociedade São Vicente de Paulo também trabalha com idosos, e tem 60 atendidos que vivem em residências, como se fossem extensões de suas casas.

Da cidade de Rincão veio o Lar dos Pobres e Dispensa Vicentina, com 27 idosos. A Associação Pró Vida Francisco de Toledo Piza, de Américo Brasiliense, é a única do município que trabalha com idosos – são 20 deles.

A Cáritas Paroquial de São Nicolau de Flue, de São Carlos, foi a que teve o projeto de reforma e ampliação dos banheiros escolhido pelos associados da região de Araraquara. Oitenta crianças são atendidas na instituição, e que, de acordo com o padre Robson, representante da entidade, há apenas dois banheiros. Com os recursos doados, serão construídos mais dez.

O vereador de São Carlos, Ronaldo Lopes agradeceu a doação do Fundafresp. “São essas iniciativas que nos dão força. Saio daqui com a esperança e força de continuar o meu trabalho”. O assessor Alberto Bose, representando o deputado Roberto Massafera, falou em seguida. “O deputado e eu ficamos muito contentes com o trabalho que as instituições fazem em Araraquara”.

O presidente da Afresp, Rodrigo Spada, retomou a cerimônia. “Fiquei emocionado com os projetos aqui apresentados. Ninguém faz nada sozinho, o poder público não dá conta de fazer tudo. Por isso é importante que a sociedade civil, entidades privadas e voluntários se unam para fazer desse um mundo melhor”. O Delegado Tributário João Zana fechou a solenidade. “É gratificante estar aqui. Eu também trabalho pela causa social, e quem trabalha nas entidades são pessoas abençoadas. A DRT de Araraquara está enriquecida hoje com a presença de vocês”, completou.