Fechar
Home Diretoria Executiva Diretoria quer resolver definitivamente os problemas de atendimento, e colocar fim nas ações judiciais contra manifestações de AFRs

Diretoria quer resolver definitivamente os problemas de atendimento, e colocar fim nas ações judiciais contra manifestações de AFRs

18 de março de 2021 Diretoria Executiva

Na reunião ordinária de 26 de fevereiro, a Diretoria Executiva deliberou sobre diversos assuntos. Veja um resumo dos principais pontos.

Central de Atendimento

Com o objetivo de resolver um problema crônico da falta de padronização e de controle da qualidade no atendimento que a Afresp oferece aos associados, filiados, entidades e os demais públicos que a procuram, a diretoria aprovou o modelo da futura Central de Atendimento. Pelo modelo, haverá entrada única para todos os tipos de atendimento, em primeiro nível, no qual o atendente contará com um script, base para resposta imediata para 70% dos solicitantes, Em segundo nível, de supervisão, a central vai controlar os encaminhamentos ao terceiro nível (diretoria e áreas da Afresp), atualizar o script do primeiro nível, tudo baseado em Acordos de Nível de Serviço, indicadores de qualidade do processo.

Por meio deste modelo será possível reduzir custos decorrentes das múltiplas estruturas de atendimento existentes na Afresp, garantir uma experiência mais exclusiva e satisfatória aos associados e os demais públicos, além de propiciar maior controle da qualidade dos serviços prestados.

A partir disso, foi aprovada a elaboração do detalhamento de todos os processos de atendimento atual, plano de migração para os novos processos integrados, demonstração objetiva da redução de custos, além de campanha de comunicação para entendimento do funcionamento e importância da nova central.

Extinção de processos de interpelação judicial contra AFRs

Foi aprovado o peticionamento para extinção de processos judiciais de interpelação de colegas contra supostos atos difamatórios. A medida visa resgatar um ambiente de paz e respeito à livre manifestação dos associados.

Indicação de diretores designados

Foram aprovados os critérios para indicação e nomeação de AFR’s para ocupação de diretorias designadas:

a) necessidade da diretoria, para apoio técnico e gerencial, em função da evolução dos serviços prestados pela Afresp; b) atendimento de demandas para assuntos específicos; e c) notório conhecimento, habilidade e tempo disponível para o respectivo trabalho.

Já atendendo a esses critérios foram aprovados a indicação ao Conselho Deliberativo de AFR’s para as diretorias designadas de Aposentados, de Apoio à Redução de Custos e de Esportes, os quais, após referendados pelos conselheiros, serão devidamente comunicados aos associados.

Designação da Comissão Fundafresp

Foram aprovados os critérios para designação de AFR’s para compor a Comissão do Fundafresp:

a) necessidade de preservação da memória e do conhecimento do Fundafresp, mediante mescla de integrantes novos e mais experientes, e; b) notório interesse e tempo disponível para o respectivo trabalho.

Já atendendo a esses critérios, e tendo em vista que o Conselho Deliberativo indicou os AFR’s Eude da Silva Gomes, Gilberto Carlos de Lima, João Tarciso Garcia, todos novos no exercício das atividades da Comissão, a Diretoria Executiva aprovou a designação das AFR’s Gabriela Maia Lubies de Sousa e Evelyn Quilles Moura, e do AFR Lauro Kuester Marin, que já compunham a Comissão anterior.

Grupo de Trabalho “Lei Orgânica”

Foi aprovada a criação de um grupo de trabalho, em conjunto com o Sinafresp, para fechamento de um texto-base para discussões em torno da Lei Orgânica. A ideia é que esse grupo seja composto pelos AFR’s Ivan Netto Moreno, Luiz Augusto de Carvalho Guedes Pereira e Guilherme Pacheco que, em 2018, haviam apresentado um texto, que agora deve ser atualizado. Ao grupo deverá ser agregado o AFR Carlos Roque Gomes, que esteve designado na Afresp como diretor jurídico na gestão anterior. O texto final, após as discussões, deverá ser utilizado por ambas as entidades, Afresp e Sinafresp, no trabalho de negociação com o Governo do estado, cumprindo assim as decisões da AGE do Sinafresp de fevereiro de 2021. Foi aprovado também que Afresp e Sinafresp indiquem um diretor respectivo para compor o grupo de trabalho.

Grupo de Trabalho “Cobrança da Dívida”

Foi aprovada a criação de um grupo de trabalho, para elaboração de estudo sobre a melhor estruturação da cobrança da dívida tributária e recuperação de créditos, tendo em vista a aptidão do Fisco Estadual e o preparo dos Agentes Fiscais de Rendas para a respectiva execução, frente inclusive aos princípios constitucionais, expressos e implícitos, que regem a Administração Pública. Nesse estudo também deverão ser considerados aspectos ligados a experiências e recomendações de organismos internacionais a respeito do assunto. Para compor o grupo de trabalho a Diretoria indicou os AFR’s Daniela Karasek Quaresma de Moura Nunes, André Moulin e Jefferson Valentin, com a coordenação do presidente Leony, aos quais deverão ser colocados à disposição os recursos que entenderem necessários à execução do trabalho.

Plano de Saúde dos colaboradores Foi decida a implantação do Amafresp-RH, plano de saúde de autogestão visando o atendimento dos colaboradores da Afresp. A medida deve permitir economia anual à entidade de R$ 400 mil, sem perda de qualidade em relação aos serviços hoje prestados pela Unimed

Tags: