Fechar
Home Diretoria Executiva Decisões da Diretoria Executiva: Pacote de Estudos para a Amafresp é aprovado

Decisões da Diretoria Executiva: Pacote de Estudos para a Amafresp é aprovado

22 de fevereiro de 2021 Diretoria Executiva

A Diretoria debateu e aprovou, em reunião ordinária no dia 12 de fevereiro, um pacote de estudos relacionados à Amafresp, visando aumentar ou manter a qualidade dos serviços, paralelamente à redução do custo da cota.

O objetivo da Diretoria é permitir que os associados acompanhem todo o processo de desenvolvimento dos estudos, ampliando o conhecimento e facilitando as decisões do Conselho Deliberativo e da AGE.

Veja detalhes do pacote de estudos:

Fidelização de hospitais credenciados à Amafresp

Esse item do estudo apresentado pela 2ª tesoureira e diretora da Amafresp, Janaina Zacarchenco, tem por finalidade a concentração do controle da Afresp numa rede credenciada menor de hospitais, bem como o aumento do poder de negociação de contratos com os hospitais da rede credenciada e a redução do custo representado por ofensores financeiros, tanto em função do uso abusivo por parte dos filiados quanto de procedimentos e internações desnecessárias indicados por prestadores credenciados.

O estudo deve contemplar o cálculo e tempo para redução dos custos das faturas em decorrência da medida, os procedimentos internos que deverão ser adotados por filiados e hospitais e o plano de comunicação com a classe.

Alteração nos limites de uso para atendimentos ambulatoriais

A diretora Janaina defendeu a redução dos referidos limites, com a finalidade de racionalizar o uso, inibindo excessos. Além disso, essa medida também deve colaborar para o equilíbrio do esforço contributivo entre filiados do interior e capital e vai colocar a Amafresp no padrão de uso da OMS, considerando um pacote de prevenção mínimo, com acréscimo de uma margem de segurança para excepcionalidades.

O corpo diretivo aprovou o estudo, com a ressalva de que há de se contemplar limites diferenciados a filiados com mais de 59 anos, uma vez que essa faixa etária apresenta uma tendência maior de uso.

Alteração nas regras de coparticipação de medicamentos

A diretora Janaina defendeu a uniformização do tratamento para fornecimento de medicamentos. Hoje, pela Instrução Amafresp nº 07/16, só há coparticipação no fornecimento direto dos medicamentos nela relacionados e, caso o filiado opte pela aplicação dos mesmos medicamentos nas clínicas da rede credenciada, não há coparticipação. Essa regra acrescenta custos desnecessários à Amafresp, afinal o uso de clínicas é mais dispendioso. Portanto, a medida tem por finalidade ampliar a relação de medicamentos da Instrução e privilegiar o fornecimento direto dos medicamentos, aplicando uma regra de coparticipação única para todos os filiados.

Além do pacote de estudos, a Diretoria também decidiu sobre três importantes itens:

Promoção de desconto na taxa de inscrição (joia) para novos filiados Amafresp

Na busca pelo aumento de filiados, o valor da taxa de inscrição (joia) será reduzido por quatro meses. Com descontos de 100% para filiados que já fizeram parte do plano por cinco anos ou mais. Para quem nunca foi filiado à Amafresp, os descontos serão aplicados em função da faixa etária na data da inscrição. Em princípio, respeitando a seguinte escala de descontos:

– Até 54 anos: 100% de desconto

– De 55 a 64 anos: 80% de desconto

– De 65 a 69 anos: 50% de desconto

– De 70 anos em diante: 10% de desconto

Para todas as faixas etárias, aplicação de taxa de 5% de desconto adicional para cada inscrição de filiado dependente de até 54 anos.

Isenção e redução de carência durante a promoção

Em complemento à promoção da Taxa de Inscrição, foi proposta também a redução das respectivas carências:

– Associados que já foram inscritos na Amafresp por cinco anos ou mais: Isento de carência desde que tenha boa saúde

– Novos filiados até 53 anos: Isento de carência (exceto parto a termo) desde que tenha boa saúde

– Novos filiados de 54 a 58 anos: 50% de isenção de carência desde que tenha boa saúde

– Novos filiados de 59 a 65 anos: 50% de carência desde que tenha boa saúde e inscreva no mesmo momento, dependente/agregado de até 38 anos que tenha boa saúde

– Novos filiados acima de 65 anos: carência integral

Mais transparência na divulgação de indicadores

A ampliação das informações repassadas aos associados também foi debatida na proposta apresentada pela diretora da Amafresp, que trata da publicação de todos os indicadores da Afresp. Em somatória, ficou definida a elaboração de uma nova proposta que tenha por finalidade aumentar o nível de conhecimento dos AFRs e filiados da Amafresp sobre a gestão, além de permitir a participação dos mesmos nas soluções operacionais e estratégicas. Com essas medidas, é esperado o entendimento dos beneficiários da Amafresp sobre a realidade de índices de eficiência da rede conveniada.

Fora do assunto Amafresp, a Diretoria decidiu também sobre a atualização do cálculo dos débitos em atraso, onde o 1° tesoureiro Demetrius Queiroz do Rêgo Barros apresentou um novo procedimento de correção monetária dos débitos em atraso (exceto da coparticipação que possui regulamento próprio) alterando, basicamente, o índice aplicado. Durante o ano de 2021, o pagamento de débitos em atraso e parcelamentos serão atualizados pelo IPCA e não pelo IGPM.

Tags: