Fechar
Home Classista Sefaz divulga regras do Concurso de Promoção 2013

Sefaz divulga regras do Concurso de Promoção 2013

13 de março de 2018 Classista

A Coordenadoria da Administração Tributária (CAT) divulgou, nesta segunda-feira (12), as regras do Concurso de Promoção por Merecimento 2013 para os Agentes Fiscais de Rendas. A avaliação levará em consideração a pontuação acumulada durante o período de 01.08.2012 a 31.07.2013.

Os pontos retroativos e não utilizados entre 2007 e 2012 também poderão ser adicionados à pontuação de 2013, ano de referência do Concurso.

A utilização de pontuação retroativa à 2013 é assegurada pelo artigo 10 do Decreto nº 58.057, de 18/05/2012, sem as alterações introduzidas pelo Decreto 58.733, de 17/12/2012. Leia o comunicado abaixo na íntegra:

Comunicado CAT/Comissão de Promoção por Merecimento 2, de 12-03-2018

” Esclarece regras do Concurso de Promoção por Merecimento dos Agentes Fiscais de Rendas (AFR) 2013.

Para a promoção de 2013, cujo período de avaliação é de 01/08/2012 a 31/07/2013, relativamente à possibilidade de acumulação de pontos de períodos pretéritos não utilizados, é de se considerar como vigente a regra estabelecida no artigo 10, § 1º do Decreto nº 58.057 de 18/05/2012, sem as alterações introduzidas pelo Decreto 58.733 de 17/12/2012.

Isto, porque o próprio Decreto 58.733 de 17/12/2012 estabeleceu que a vigência da nova redação do artigo 10 somente produzirá efeitos a partir de 01 de agosto de 2013 e, portanto, não repercutindo na promoção de 2013 (Artigo 2º, inciso I).

Logo, para o certame de 2013 será possível considerar o somatório das pontuações atribuídas nos seis períodos anteriores ao ano de referência da promoção (2007-2012), desde que não utilizadas, somadas com a pontuação do ano de referência e, portanto, totalizando sete períodos.

Cabe esclarecer, todavia, que sobre esta pontuação dos seis períodos anteriores ao ano de 2013 serão aplicadas duas regras, a saber:

1. Fator de correção– Artigo 10, da Resolução SF 53/12, que foi fixado em 1.255 pelo artigo 2º das disposições transitórias da Resolução SF 55/2017, nos seguintes termos:

“Artigo 2º – Para fins do disposto no artigo 10 da Resolução SF 53, de 30-07-2012, o fator de correção a ser aplicado ao saldo de pontos não utilizados será de 1.255 (um mil, duzentos e cinquenta e cinco).”
2. Deflator – Artigo 5º, § 2º, da Resolução SF 53/12 (redação original, antes da alteração dada pela Resolução SF-93/2012).

“Artigo 5º
§ 2º – Enquanto o AFR permanecer no nível será considerada a pontuação correspondente ao período de avaliação de referência adicionada à pontuação obtida nos 6 (seis) períodos de avaliação imediatamente anteriores, conforme segue:

1 – 100% da pontuação correspondente ao período de interstício no nível, considerada a pontuação do ano de referência;

2 – para os AFRs que estiverem nos níveis I, II e III:
a) 70% da pontuação para o 4º (quarto) ano contado a partir do ano de referência.
b) 50% (cinquenta cento) da pontuação para o 5º ano contado a partir do ano de referência.
c) 30% da pontuação para o 6º (sexto) ano contado a partir do ano de referência.
d) 10% da pontuação para o 7º (sétimo) ano contado a partir do ano de referência.

3 – para os AFRs que estiverem nos níveis IV e V:
a) 80% da pontuação para o 5º ano contado a partir do ano de referência.
b) 70% da pontuação para o 6º (sexto) ano contado a partir do ano de referência.
c) 60% da pontuação para o 7º (sétimo) ano contado a partir do ano de referência.”

Assim, o total de pontuação obtido em cada ano de referência (2007-2012) será multiplicado pelo fator de correção acima mencionado no item 1 acima.

Do total obtido na forma do parágrafo acima, será aplicado o deflator estabelecido no item 2.

Observações:
• No Ano Referência de 2008 não houve pontuação apurada (pontuação = zero), pois a promoção foi por ANTIGUIDADE, sendo que os pontos relativos a 2008 foram apurados oficialmente no Concurso de Promoção por Merecimento do ano de 2009.

• No Ano Referência de 2007 a pontuação foi calculada dividindo a pontuação apurada do biênio 2006-2007 por 2 (dois), conforme decisão do Coordenador da Administração Tributária, com base na prerrogativa do artigo 9º da Resolução SF-53/2012.

Comissão de Promoção

 

 

Tags: